domingo, 16, junho, 2024
22 C
Cuiabá

Funcionários do Samu protestam contra demissões

Date:

Sindicalistas do Sindicato dos Trabalhadores Condutores Socorristas e Condutores de Ambulâncias e Outros Veículos de Urgências e Emergências do Estado de Mato Grosso (Sindscove/MT), ligados ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), realizaram protesto em frente à unidade no bairro Consil, em Cuiabá, contra demissões de funcionários comissionados, na manhã desta terça-feira (6). Ato contou com a presença de integrantes da Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso (CUT/MT).

De acordo com o presidente do Sindscove/MT, Carlos Gabriel Almeida Rosa, ele e outros 2 funcionários foram desligados das funções recentemente para atender interesses políticos. O sindicalista afirma que não poderia ser demitido, de acordo com a lei, porém, devido outros interesses, segundo ele, da diretoria da unidade em favorecimento a pedido de um político, o desligamento foi feito.

Rosa denuncia ainda nepotismo dentro da unidade, falta de materiais básicos inclusive para limpeza das ambulâncias e represálias. “Três ambulâncias atendem Cuiabá, e quando há graves acidentes, alguém fica sem receber o devido atendimento, porque não há condições de prestar socorro com falta de equipamentos”, reclama.

A função do sindicalista na unidade era de condutor socorrista. Ele reclama ainda da insegurança dos cerca de 260 funcionários do Samu, que temem a exoneração caso manifestem a opinião sobre o caos na unidade.

O sindicalista pretende entrar com ação contra o Estado e prepara documentos para apresentar junto ao Conselho Estadual de Saúde.

Conforme o presidente da CUT/MT, João Dourado, a entidade é contra as práticas anti-sindicais realizadas no Samu, e colabora com o Sindscove/MT. “Temos participação no Conselho Estadual de Saúde e pretendemos levar à questão para ser debatida”. O conselho se reúne nesta quarta-feira (7), e o presidente do Sindscove promete realizar outro protesto na ocasião.

Ontem (4), conforme o Gazeta Digital divulgou, servidores do Samu enviaram lista com 19 problemas relacionados à unidade, entre eles problemas com os veículos e diretoria do órgão.

Em resposta a essa matéria, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), informou que todas as denúncias serão apuradas.

Em relação à direção do Samu, a SES afirmou que o diretor, João Tatsuro Katsuyama Junior, encontra-se regular, uma vez que a legislação da saúde pública permite até dois vínculos públicos, desde que a um cargo não afete o outro. E que irá averiguar se houve má fé por parte do referido diretor.

Sobre os problemas das ambulâncias a Pasta destaca que existe uma oficina que presta manutenção regular aos veículos do serviço e desconhece quaisquer problemas com relação a isso. Inclusive, por causa da Copa do Mundo, 9 novas ambulâncias chegarão no Estado até final deste mês.

A SES negou qualquer caso de perseguição política, uma vez que todos os servidores passam por um processo seletivo para entrar no quadro de funcionários do Samu. Com relação às demais denúncias, a SES informou que todas serão analisadas, junto ao setor de Recursos Humanos e a Diretoria do serviço.

Fonte: Gazeta Digital

Compartilhe:

Popular

More like this
Related

TCU critica “privilégios” de aposentadoria militar; déficit per capita é 16 vezes maior que o do INSS

De acordo com o tribunal, cada aposentado ou pensionista...

Confira Lista de Convênios e parcerias do SINPAIG

Veja abaixo a lista de todos os convênios ativos...

Justiça condena Prefeitura de VG a pagar reposição 11,36%

O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato...

CRC/MT apresenta lista de municípios que estão com fundos irregulares

Vinte municípios de Mato Grosso estão impossibilitados de serem...
Feito com muito 💜 por go7.com.br