quarta-feira, 28, fevereiro, 2024
35 C
Cuiabá

Policiais federais protestam com passeata por valorização

Date:

A concentração será a partir das 16h, no Museu de República, área central da Capital Federal.

Policiais federais, civis, rodoviários federais e militares de várias partes do País vão se reunir em um grande ato para lutar pela valorização dos profissionais da segurança pública brasileira.

Eles querem que o Governo Federal e os Governos Estaduais trabalhem juntos para completa reestruturação do atual modelo.

Mesmo com a passeata marcada, os policiais federais não vão paralisar as atividades neste dia. O ato é um alerta à população sobre a grave crise enfrentada pela segurança pública, principalmente, com a proximidade da Copa e dos Jogos Olímpicos.

Em cada estado, os sindicatos vão promover assembleias para discutir a reestruturação da carreira, mas sem a paralisação das atividades.

Os policiais propõem modelos aplicados em diversas nações desenvolvidas. O ciclo completo de polícia (com parâmetros definidos), ingresso único nas carreiras policiais e migração/atualização das legislações referentes à estrutura de segurança pública são pleitos que convergem com os anseios da sociedade. Com a atual legislação, apenas 8% dos crimes tem solução.

O presente modelo depõe contra todas as indicações dos órgãos dos direitos humanos mundiais impondo um modelo de segurança pública ineficiente, ineficaz para toda a sociedade brasileira, relegando ao policial o exercício da atividade que não se adequa aos anseios e às necessidades da população brasileira.

Passeata

Os policiais sairão do Museu Nacional rumo à Praça dos Três Poderes. Durante a passeata pela Esplanada dos Ministérios serão distribuídos panfletos esclarecendo a população que a segurança púbica precisa de socorro urgente.

Segundo o Mapa da Violência 2013, elaborado pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, de 2008 a 2011, o Brasil teve quase o mesmo número de assassinatos que as vítimas dos 62 maiores conflitos do planeta nos últimos quatro anos.

Entidades

A atividade é organizada nacionalmente pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), pelo Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (Sindipol/DF), Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), pela Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (Fenapf) e pelo Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol/DFDF).O descaso com a Segurança Pública é o tema de uma passeata que será promovida, em Brasília, nesta quarta-feira (21)

 

O descaso com a Segurança Pública é o tema de uma passeata que será promovida, em Brasília, nesta quarta-feira (21).

A concentração será a partir das 16h, no Museu de República, área central da Capital Federal.

Policiais federais, civis, rodoviários federais e militares de várias partes do País vão se reunir em um grande ato para lutar pela valorização dos profissionais da segurança pública brasileira.

Eles querem que o Governo Federal e os Governos Estaduais trabalhem juntos para completa reestruturação do atual modelo.

Mesmo com a passeata marcada, os policiais federais não vão paralisar as atividades neste dia. O ato é um alerta à população sobre a grave crise enfrentada pela segurança pública, principalmente, com a proximidade da Copa e dos Jogos Olímpicos.

Em cada estado, os sindicatos vão promover assembleias para discutir a reestruturação da carreira, mas sem a paralisação das atividades.

Os policiais propõem modelos aplicados em diversas nações desenvolvidas. O ciclo completo de polícia (com parâmetros definidos), ingresso único nas carreiras policiais e migração/atualização das legislações referentes à estrutura de segurança pública são pleitos que convergem com os anseios da sociedade. Com a atual legislação, apenas 8% dos crimes tem solução.

O presente modelo depõe contra todas as indicações dos órgãos dos direitos humanos mundiais impondo um modelo de segurança pública ineficiente, ineficaz para toda a sociedade brasileira, relegando ao policial o exercício da atividade que não se adequa aos anseios e às necessidades da população brasileira.

Passeata

Os policiais sairão do Museu Nacional rumo à Praça dos Três Poderes. Durante a passeata pela Esplanada dos Ministérios serão distribuídos panfletos esclarecendo a população que a segurança púbica precisa de socorro urgente.

Segundo o Mapa da Violência 2013, elaborado pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, de 2008 a 2011, o Brasil teve quase o mesmo número de assassinatos que as vítimas dos 62 maiores conflitos do planeta nos últimos quatro anos.

Entidades

A atividade é organizada nacionalmente pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), pelo Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (Sindipol/DF), Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), pela Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (Fenapf) e pelo Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol/DFDF).

Fonte: Midia News

Previous article
Next article

Compartilhe:

Popular

More like this
Related

Sefaz promove encontro para apresentar metodologia que será usada na elaboração das diretrizes orçamentárias de 2025

A Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT) promoveu,...

Servidor da Área Meio é escolhido para compor Conselho do INSS por Ministro da Previdência Social

O Servidor da Área Meio, Antoine de Arruda Souza,...

Secretário adjunto da Seaf visita sede do Sinpaig

Nesta quarta-feira (21.02), o Sinpaig-MT teve a honra de...

Sinpaig é declarado como instituição de utilidade pública pela Câmara de Vereadores de Cuiabá

https://youtu.be/OyG7F1Qnjpk?si=BTDEJf4F54-kaUPZ Na última terça-feira, 20 de fevereiro, a Câmara de...
Feito com muito 💜 por go7.com.br