SINPAIG realiza Assembleia Geral nesta terça-feira para definir indicativo de greve

modestoO presidente do SINPAIG , Edmundo César Leite  explica que  devido a decisão do governo  de não pagar o Reajuste Geral  Anual, na próxima terça- feira (17.05 ), às  9h , será realizada uma Assembleia Geral em frente a Secretaria de Gestão  com todas as entidades  ligadas ao Fórum sindical para discutir  um indicativo de greve.

Após manifesto e conversa com o presidente da Assembleia Legislativa de mato Grosso, deputado estadual Guilherme Maluf e outros parlamentares do Poder Legislativo, o presidente do   SINPAIG /MT, Sindicato que Representa os Profissionais da Carreira da Área Meio do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso, Edmundo César Leite   e o Fórum Sindical , composto por 32 entidades da categoria  se reuniram, na manhã desta última  quinta  com secretários do Governo e deputados estaduais, na  Casa de Leis  para discutir o pagamento do Reajuste Geral Anual (RGA), valor esse que o  governador Pedro Taques  a firmou que não  tem como efetuar neste ano.

A   reunião contou com a presença dos secretários Júlio Modesto (Gestão), Paulo Taques (Casa Civil) e Paulo Brustolin (Fazenda), que compareceram a pedido do parlamentar Emanuel Pinheiro . Também participaram os deputados Wilson Santos e Janaina Riva.modestoDurante a reunião o  secretario de Gestão disse o que Taques havia argumentado, na última sexta (06.05),  a situação financeira do Estado. Destacando que uma série de fatores impede que o RGA seja pago aos servidores, tendo em vista que, além de Mato Grosso, outros 24 Estados não devem pagar o reajuste neste ano, isso porque o pagamento do RGA teria um impacto de R$ 628 milhões na folha salarial.Outro fator predominante na decisão de Taques em não pagar o reajuste, é que isso levaria a um caos nas contas públicas e teria impacto direto aos servidores, com atraso no pagamento dos salários.

Assessoria do SINPAIG /9266/9449

 

Presidente SINPAIG/Edmundo César Leite/9231-78 31